Receba Noticias! Cadastre seu e-mail.

Medicina Ayurveda

AYURVEDA
O que é?
Ayur = vida
Veda = ciência ou conhecimento
Ayurveda é a ciência da longa vida. Esta medicina tradicional existe no mundo há mais de 5.000 anos (na Índia) e baseia-se numa visão ampla e integral do ser humano, estruturando-se como um sistema natural de cura. É parte do conhecimento Védico milenar - a Sabedoria da Índia antiga.
Qual a visão de saúde da Medicina Ayurveda?
O Ayurveda compreende que a saúde no ser humano só existe verdadeiramente quando existe harmonia na inter-relação entre corpo, mente e espírito. Em suas práticas são utilizados recursos terapêuticos que proporcionam esta harmonia, através de ervas, alimentação, dietas, óleos, massagens, limpeza interna dos órgãos (desintoxicação), orientações em relação aos hábitos, dentre muitas outras coisas. Visa-se sempre o equilíbrio dos doshas e dos elementos (ar, eter, terra, água e fogo).
E os Doshas, o que são?
Os doshas são os biotipos das pessoas, ou, então, a constituição e a bioenergia de cada ser. Para o Ayurveda existem 3 doshas (ou melhor, são 7, devido à possibilidade de combinações entre estes três). Assim sendo, existem os seguintes doshas: VATA, PITTA e KAPHA (fala-se Kafa), além dos que são as combinações entre eles: VATA/PITTA, PITTA/KAPHA, VATA/KAPHA e VATA/PITTA/KAPHA. Em realidade, todo ser humano possui os três doshas, porém quase sempre há a predominância de um ou dois. Cada pessoa já nasce com um dosha e passará a vida inteira tendo este dosha, já que o mesmo é definido desde o momento da concepção. O objetivo do tratamento ayurvédico é sempre promover o equilíbrio dos doshas em cada pessoa. Pois, quando estão em desequilíbrio ocorre a doença (tanto em nível físico como no emocional e no espiritual).
Quais as características de cada Dosha?
As características de cada dosha são muitíssimas e estão manifestadas na estrutura e funcionamento do corpo, das emoções e do pensamento. Mas colocarei algumas que possam ilustrar e esclarecer um pouco:
VATA - energia do movimento (associado aos elementos Ar e Eter). As pessoas com predominância de Vata são geralmente magras, ativas e costumam ter a pele seca e eventualmente constipação intestinal. Costumam ser superativos, rápidos e inseguros, além de terem certa tendência à ansiedade e ao nervosismo.
Em desequilíbrio, Vata pode manifestar-se através de dor, espasmos, cólicas, resfriamento, tremores, além de artrites, constipação intestinal crônica, insônia, etc.
PITTA - energia da transformação (associado aos elementos Fogo e Água). São pessoas ativas e com boa conformação física. Têm tendência a serem nervosas e facilmente irritáveis.
Em desequilíbrio, Pitta pode manifestar-se através de inflamação, febre, fome excessiva e sede, azia, rubores quentes, além de erupções na pele, estresse (gerando problemas cardíacos), calvice prematura, etc.
KAPHA - energia da estrutura (associado aos elementos Terra e Água). As pessoas com predominância Kapha costumam ser grandes e pesadas, podendo facilmente tender à obesidade. Tendem mais facilmente à retenção de líquidos e podem ser pessoas mais calmas e inclinadas ao sentimentalismo.
Em desequilíbrio, Kapha pode manifestar-se através de congestão, muco, corrimentos, tristeza, retenção de fluído, letargia ou excesso de sono, além de sinusite, depressão, diabetes, colesterol alto, etc.
O que fazer quando meu dosha está desequilibrado?
Quando há desequilíbrio do dosha, deve-se tomar cuidado com o tipo de alimento que se ingere costumeiramente, evitando e/ou acrescento certos tipos de comida; deve-se evitar e trabalhar certas emoções que agravam o desequilíbrio do dosha; deve-se atentar para os hábitos de vida. Através dos recursos de ervas medicinais, de massagens com óleos específicos, de procedimentos terapêuticos apropriados conseguimos reequilibrar o dosha desarmonizado e reestabelecer a saúde de uma pessoa. Porém, para isso, é essencial que se busque um profissional capacitado, para se receber as orientações corretas e ser submetido aos tratamentos mais indicados para cada desequilíbrio.
Namastê!
Shanti Om!
Paulo Gustavo Tavares